web analytics

Joss Whedon fala de Ultron na sequela de Os Vingadores

Desde que apareceu no painel da Marvel na Comic-Con, em San Diego, com ar de ninja geek para anunciar que Age of Ultron, a sua sequela de Os Vingadores que está em preparação, que Joss Whedon nos deixou a pensar como é que o mecanoide louco encaixaria no mundo de Homem de Ferro, Thor, Cap, Hulk e companhia. Agora, em entrevista à EW, ele revelou alguns detalhes.

Segundo a tradição da Marvel, Hank Pym, mais conhecido como Ant-Man, criou Ultron. Mas como Ant-Man não entrará na nova aventura dos Vingadores, e como Edgar Wright disse que Ultron não entra no filme isolado de Ant-Man, há por aqui algum refazer das origens. O teaser que Whedon levou à Comic-Con mostrava o capacete do Homem de Ferro a ser lentamente transformado no rosto metálico de Ultron, por isso, parece lógico concluir que o Tony Stark de Robert Downey Jr terá uma mãozinha na criação involuntária da nova ameaça. E pensávamos nós que ele se tinha deixado de invenções…

“Eu soube imediatamente o que queria fazer com ele”, diz Whedon. “Caramba, ele está sempre a tentar destruir os Vingadores, tem macaquinhos no sótão. Ele não é feliz, o que significa que é interessante.” Ultron está recheado de habilidades especiais, como força sobre-humana, velocidade, resistência, voo, controlo da mente e um cérebro do tamanho de um planeta, o que faz dele um fantástico vilão. Mesmo que algumas dessas capacidades sejam atenuadas no filme. “Ele sente dor. E a forma como a manifesta não vai ser o habitual cliché dos robôs. Por isso, vamos retirar-lhe alguns dos poderes porque, a certa altura, toda a gente se torna mágica, e eu já tenho uma bruxa.” Deve ser Scarlet Witch, para quem não apanhou a dica.

Com a promessa de conter a personagem e evocá-la ao mesmo tempo, Whedon sabe para onde está a apontar: “Como personagem, adoro o Ultron. Porque ele está irritadíssimo.” Talvez devesse fundar um grupo de gestão de raiva com Bruce Banner.