web analytics

Descubra tudo sobre as ilhas dos Açores

Açores: O paraíso secreto da europa

Os Açores são um arquipélago paradisíaco deslumbrante, que pede para ser explorado!

Compostos por 9 ilhas localizadas no Atlântico, os Açores são conhecidos por belezas naturais como lagos incrivelmente azuis, fontes termais, hortênsias e crateras vulcânicas. Desde observar baleias ao mergulho e a incríveis locais históricos, plantações de chá e vinhas, uma visita aos Açores pode ser divertida para todos!

Leia aqui, de forma detalhada, tudo o que precisa de saber para poder, realmente, desfrutar deste belo paraíso europeu:


Açores, Portugal: O que saber

Os Açores são um grupo de 9 ilhas vulcânicas localizadas a 850 milhas a oeste de Portugal continental. As ilhas estão divididas em 3 grupos: grupo ocidental (Flores e Corvo), grupo central (Terceira, Graciosa, São Jorge, Pico e Faial) e grupo oriental (Ilhas de São Miguel e Santa Maria).

Quando visitar os Açores, deve planear a sua viagem em termos logísticos. Ou seja, saber com antecedência o que gostaria de fazer e ver. Infelizmente, viajar entre as ilhas nem sempre é fácil ou económico, daí ser recomendável fazer uma planificação.

Cada ilha é tão única, pois tem uma cultura, história e paisagem muito próprias.

Os Açores foram ocupados por vários grupos ao longo da história, incluindo (obviamente) portugueses, flamengos, franceses e espanhóis. As ilhas foram ainda abrigo de prisioneiros mouros e escravos africanos provindos da Guiné, Cabo Verde e São Tomé. É esse património que contribui para a panóplia de experiências culturais que podem ser vividas nesta região.

O clima

No que diz respeito ao tempo e ao clima, os Açores são bastante peculiares. Dada a sua localização remota no Atlântico, o tempo é bastante imprevisível e pode mudar bruscamente. Pode, de manhã, encontrar o céu limpo e à tarde uma tempestade. Quando fizer as malas para a sua viagem, tenha isso em consideração. Mas, não deixe que isso o impeça de visitar. Os turistas costumam considerar o clima como parte da aventura!

As temperaturas nos Açores não são tão altas como no Mediterrâneo, pois raramente ultrapassam os 30° C (86 ° F). No entanto, a boa notícia é que dificilmente fará muito frio. As temperaturas diurnas no Inverno normalmente andam em torno dos 17/18° C (63/64 ° F).

Transporte

Quando se trata de circular pelas ilhas, o melhor é alugar um carro. Os meios de transporte público nos Açores são escassos, e a melhor forma de locomoção é um carro pois, assim terá a autonomia que precisa para se deslocar de forma adequada.

Se viajar entre as ilhas, pode apanhar um avião ou um ferry. No entanto, os voos podem ser caros e o ferry pode demorar séculos. A viagem de ferry de São Miguel a Santa Maria, duas ilhas do mesmo grupo, leva 3 horas. Faça uma planificação do seu itinerário para reduzir o tempo de viagem entre as ilhas. Se tencionar viajar entre as ilhas, economize tempo, viajando de ferry entre ilhas do mesmo grupo e apanhando um avião para as ilhas de grupos diferentes.

Como chegar aos Açores

Felizmente, chegar aos Açores é bastante simples. Há voos diretos disponíveis a partir de Lisboa e de grande parte das principais capitais europeias, como Londres, Roma e Madrid.

A Azores Airlines tem ainda disponíveis voos diretos de Boston para o aeroporto de Ponta Delgada e Terceira, bem como voos de Oakland para a Terceira.

O que ver e fazer

Tal como previamente referido, uma viagem aos Açores deve ser planeada com algum cuidado. Há coisas imperdíveis para ver e fazer quando visitar os Açores. Encontre aqui algumas dicas para começar a planificar o seu itinerário:

Observar Baleias

Observar baleias é uma das atrações mais emocionantes e populares para fazer na sua visita aos Açores.

Antigamente, os Açores albergavam uma próspera indústria baleeira apoiada pelas 25 espécies diferentes de baleias e golfinhos que vivem ou migram para estas águas. Hoje, isso é uma oportunidade maravilhosa para os turistas.

Mergulho

Se o mergulho está na sua lista de afazeres nos Açores, vai ter que planificar bem a sua viagem. Embora as ilhas possam parecer semelhantes ao Havai ou outros destinos tropicais, a sua localização no Atlântico significa que as temperaturas da água são muito frias em algumas épocas do ano. A melhor altura para fazer mergulho, nos Açores, é entre junho e outubro.

Tal como acontece com observar baleias, há imensos locais ótimos para fazer mergulho, espalhados por toda a região, tornando-se uma atividade que pode ser facilmente incluída em qualquer plano de viagem.

Visitar Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira

O centro histórico de Angra do Heroísmo é uma maravilha arquitetónica, considerada Património Mundial da UNESCO.

Durante a Época dos Descobrimentos Portugueses, esta cidade era uma paragem obrigatória nas viagens transatlânticas entre a Europa, África e as Américas.

Escalar o Vulcão do Pico

Com uma altitude de 7.713 pés (2.351 metros), o Monte Pico, na ilha do Pico, é o ponto mais alto de Portugal.

Embora a montanha seja alta e o topo esteja geralmente escondido pelas nuvens, não é assim tão difícil de a escalar. Certamente, precisa de estar em forma e ter uma certa resistência física, mas não requer um equipamento ou treino especial.

Banhos nas piscinas termais

A Ilha de São Miguel é abençoada com uma grande variedade de nascentes e piscinas termais. Estas piscinas termais são criadas pelo calor gerado pelos três complexos vulcânicos ativos da ilha – Furnas, Fogo e Sete Cidades.

Para poder aproveitar da melhor forma, tente visitar uma das piscinas num dia frio ou nublado. Não há nada melhor do que mergulhar nas águas termais quentes, quando a temperatura do ar está favorável.

Visitar as Vinhas e as Adegas

Portugal é bastante conhecido pelo seu vinho e os Açores fazem parte desta tradição.

As ilhas do Pico, Graciosa e Terceira são onde “tudo” acontece.

O Pico tem o estatuto de Património Mundial da UNESCO devido aos muros de pedra que protegem as vinhas e uvas-brancas do Verdelho. Os vinhos da região do Pico são dourados e viscosos, com sabores doces, salgados e azedos. E, devido ao solo vulcânico, tem ainda um suave paladar a fumo.